fbpx

Blog Ventuslab

Sua marca é memorável?

Em tempos modernos como o nosso não é difícil ver uma propaganda na nossa frente, com seus 60 anos, você terá visto uma quantidade obscena de anúncios comerciais. Para ser exato, 2 milhões. Se contarmos apenas as propagandas da TV, são 90 anúncios por dia, diariamente. Uma eternidade, 16 mil horas, vendo anunciantes… (tempo suficiente para fazer faculdade de medicina – duas vezes).

Hoje em dia, podemos ver 100 anúncios diferentes ao longo do dia e 92 deles serão completamente esquecidos.

Ou seja, lembrar, desejar e fidelizar uma marca… Tornou-se MUITO complicado.

É natural hoje em dia perceber que as pessoas têm gostos semelhantes para jogos, filmes, comidas e principalmente vestuário.

Ao ponto de vermos bilionários utilizando as mesmas marcas de uma pessoa com poucas condições, porque todos fidelizam marcas de maior acessibilidade, como por exemplo, a Nike.

Mas por que as pessoas utilizam sempre as mesmas marcas e passam esse costume de geração em geração? 

A resposta é: porque essas marcas fizeram mais do que entregar um produto, essas marcas entregaram uma emoção.  

E é para isso que fizemos este post! Para te ensinar a construir uma marca memorável! Com um checklist/passo-a-passo digno de um print.

  1. Escolher demandas de um grupo de pessoas
  2. Buscar inspirações outsiders.
  3. Contar uma história através do pano.
  4. Mostrar suas peças nos lugares certos

Escolhendo a sua demanda

Para te guiar na construção de uma marca, você precisa entender que está construindo um negócio. E uma empresa pensa e desenvolve soluções para pessoas.

Clientes veem quando sua marca é útil e resolve algum de seus problemas ou sana algum de seus desejos.

E por isso você precisa separar um tempo para imaginar quais são os problemas e desejos do seu cliente. O que no marketing pode ser feito construindo uma Persona ou definindo um público-alvo.

A persona é o seu cliente ideal e para construí-la existem diversos métodos, com alguns deles pedindo informações extremamente específicas sobre essa pessoa imaginária – seu maior medo, seu maior desejo, idade, endereço, etc.

Mas isso acaba sendo um problema, porque nós, entusiasmados por estar há poucos passos de realizar nosso sonho e construir nossa própria marca, realmente achamos que precisamos dessas informações e acabamos por exagerar. 

Afinal, dificilmente resolveremos o maior medo do nosso cliente e dificilmente realizaremos seu maior desejo, seu produto tem de ser específico, simples e direto.

E é por isso que preferimos imaginar primeiro públicos-alvos. São práticos e podem ser construídos imaginando 3 coisas: uma comunidade, seus desejos comuns e seus ideais.

Exemplo: 

Comunidade; Cargo Streetwear
Desejos Comuns; Camisetas Oversized, cortes mais largos, tecidos mais grossos.
Ideais; Conforto e destaque.

Pronto! Adicione outras informações como região e você já consegue dar seus primeiros passos para uma assertividade criativa nos produtos que imaginar para seus clientes!

E perceba que foi assim que a Prada, Gucci, Saint Laurent e toda grife de moda começou! Imaginaram uma comunidade de Alta Classe, entenderam os desejos comuns e os ideais dessas pessoas, depois disso, atenderam suas demandas.

Buscando Inspirações Outsiders

Aproveitando que estamos falando das grandes grifes e marcas… É importantíssimo entender que, você ainda é pequeno e que seu foco é começar certo, fundar bases sólidas.

Começar do jeito certo, é começar como um Outsider, ou seja, com algo de diferente, algo que te faça único, especial, pois é exatamente como você sempre ouviu falar… o diferente, atrai.

Seu diferencial pode se apresentar de diversas maneiras, na qualidade de seu tecido, no seu preço, mas por aqui, particularmente preferimos que seu diferencial venha de algo chamado: inspiração.

E agora vamos te ensinar a buscar essa inspiração e trazer uma nova e única proposta para sua marca.

Você se lembra da explicação sobre comunidades, desejos comuns e ideais. Vamos usá-la como base para te explicar que as pessoas não estão em uma única comunidade, elas são várias, cada uma com seus desejos comuns e ideais.

E como exemplo podemos usar a comunidade do Streetwear, que se dividiu em algumas vertentes desde que começou.

Algumas pessoas nessa comunidade não tinham como ideal máximo o conforto, mas a classe, porém continuaram gostando das propostas de tecidos diferentes, mais largos ou oversized.

Essas pessoas criaram em torno de si, uma nova comunidade a Classy Streetwear, outras não concordaram com outros aspectos e formaram a Streetstyle, e assim por diante.

O que temos que saber é que: Quem criou essas novas vertentes foi um Outsider. E sua marca deve desempenhar um papel semelhante, mas ao invés de criar uma nova comunidade você deve misturar em suas peças os ideais de várias comunidades, trazendo assim um ar de novidade e destaque.

Já imaginou o destaque de uma marca que mistura elementos da comunidade do Punk com os do Streetwear? Ou uma que vai ainda mais longe, mistura Streetwear com elementos do sertanejo?

Pois é. Causa uma impressão estranha, porque é Outsider.

Um alerta antes de partirmos rumo ao próximo tópico… Jamais, misture e ouse, só por ousar, para chocar. Misture elementos de duas comunidades sempre com o intuito de criar algo único, que não existe em nenhum dos lados.

Isso trará seu tão buscado diferencial e se feito com qualidade de tecido, entrega e tiver algo a contar por além disso tudo, bem, você tem O PRODUTO.

Contando uma história através do tecido

Com o que te contamos agora você aprendeu a:

  • Resolver as demandas de um grupo específico, tendo produtos que encaixam perfeitamente na necessidade ou desejo dessa comunidade. 
  • Diferenciar sua marca da concorrência, começando em qualquer mercado do melhor jeito, como um Outsider.

O Próximo passo é ainda mais empolgante, você aprenderá a contar uma história, quem sabe a sua história, através do seu produto.

A ideia aqui é fazer com que seu produto pareça ser pensado em cada detalhe a ponto de seus clientes atribuírem significados a coisas que você nem pensou no seu produto.

Misturado às suas ideias outsiders, sua peça ganhará um tom e uma relevância absurdamente maior na cabeça do seu consumidor. Pois, cada detalhe se torna um chamado ao caça-referências (easter egg hunter em inglês) que existe dentro dele.

Acredite em mim quando falo, detalhes empolgam. 

Agora falaremos sobre tecido. Pois bem, tenha certeza que a composição do seu tecido é na verdade a coisa mais importante disso tudo.

Não adianta seguir todos os passos que descrevi, construir um baita marca, ter as inspirações outsiders, mas deixar ela na sua mente e não entregar de fato, algo que corresponde a tudo que foi pensado.

Tudo que elaboramos até aqui deve ser despejado e concretizado no produto.

E é para isso que a Studio Ventus está aqui. Porque essa é justamente uma das culturas da empresa, ser acima da média. Veja só, entregamos um manual passo-a-passo para não só construir um negócio, mas uma marca, queremos fazer de nossos clientes os maiores de seu mercado.

Como você pode imaginar, somente uma marca com um tecido de qualidade pode chegar a esse patamar. Você não poderá usar tecidos feitos de sobras, terá de investir numa entrega tão diferenciada quanto sua proposta. 

Para isso recomendamos os algodões 30.1 e superiores (40.1 – 60.1), que inclusive, foram destrinchados por nós em outro de nossos textos. Confira aqui.

Mostrando suas peças nos lugares certos

Agora, além de uma marca, você também já tem um produto bom, qual o próximo passo? 

Mostrar sua criação para o mundo! 

Nós acreditamos que uma marca deve possuir:

  1. Um Instagram;
  2. Uma Landing Page, para cadastros em promoções de lançamentos/captura de contatos;
  3. Uma Página de Vendas/check in & check out.

Já adiantamos que em breve, você poderá contar com a Studio Ventus inclusive para isso! Sim. Além de confeccionarmos suas peças, auxiliaremos no marketing da sua mais nova empresa/marca.

Esse modelo te garante um trabalho profissional e uma comunicação simples, direta e atual. Através desse modelo você pode facilmente levar o cliente para seu Instagram e do Instagram para sua Página de Vendas.

E considere o Instagram uma de suas principais ferramentas de trabalho, onde você deve trabalhar muito bem as fotos, os destaques e a chamada para a Ação na Bio.

Além disso, faça muitas parcerias. Há diversos micro-influenciadores querendo “novos recebidos”, seja essa marca que vai entregar isso a eles, mas que vai de fato impressioná-los com a qualidade de seu produto. 

Siga e copie em alguma medida, um pouquinho de cada marca pequena, mas de muito sucesso que você conhece e nunca se esqueça: impressione as pessoas com a qualidade de seus produtos!

Conte conosco da Studio Ventus para te fazer chegar lá e construir seu sonho.

Nossa equipe estará de braços abertos para te ajudar! 

Um grande abraço! 

Pedro Henrique

Texto revisado por Vinícius Fonseca.

Conteúdos Relacionados

ASSINE O FASHION DROPS

E receba conteúdos sobre o mundo da moda, negócios e dinheiro.

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

© 2022 VentusLab. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Liber Agência