fbpx

Blog Ventuslab

Qual o melhor tecido para começar uma marca de camisetas?

Fazer uma marca de roupas vem se tornando cada vez mais fácil, muitos conteúdos são produzidos e entregues de forma gratuita com o intuito de lhe tornar mais apto a ser um dono de marca de sucesso.

Entretanto, em meio a apresentação de hard e soft skills necessários para construir uma marca de roupas e vender mais, pouco se fala sobre tecidos, a diferença entre cada um deles e o cuidado que você precisa tomar ao fazer um orçamento com uma Private Label; um erro comum de ser cometido é você se atentar apenas com o custo da peça e não questionar se a qualidade daquilo que você está pagando barato é a que você sonhou para o seu projeto.

Nesse post, queremos falar com você sobre os melhores tecidos para uma marca de camisetas e o porque ou quando você deve utilizar cada um deles.

Você provavelmente viu em algum vídeo ou em alguns comentários em blogs sobre confecção que uma malha 100% algodão fio 30.1 penteado é o tecido ideal para começar a sua marca – isso pode até ser verdade! Mas antes de comprar qualquer camiseta com essa descrição, que tal saber mais sobre o processo de desenvolvimento e estrutura de uma malha? Vamos lá:

Todo tecido é composto por um tipo de fibra, são elas:

  • Fibras Naturais: são fibras que possuem origem animal, vegetal ou mineral e são tiradas prontas da natureza. Podemos citar o algodão, o linho, o canhâmo e a seda.
  • Fibras Artificiais: esse tipo de fibra possui origem natural mas só se tornam fibras se forem manipuladas industrialmente. É o caso do modal e da viscose.
  • Fibras Sintéticas: são originadas do petróleo e desenvolvidas com produtos químicos. Poliéster, poliamida e elastano são algumas delas.

(Neste post iremos falar exclusivamente sobre peças confeccionadas em malhas de algodão. Mas beleza, o que foi dito acima é suficiente para você negociar melhor o seu produto? Não! Vamos então falar sobre os tipos de algodão e porque você deve escolher um ou outro).

Algodão Upland ou Anual

Esse é o tipo de algodão mais utilizado no mercado de vestuário.

O Algodão Upland é plantado em 95% do cerrado brasileiro, tornando o nosso país o 5º maior produtor do mundo. Por ano, quase 1 milhão de toneladas são exportados para dezenas de países, além da produção para consumo interno.

O resultado de sua alta produção e grande versatilidade é um produto de excelente qualidade com um preço mais acessível.

Algodão Egípcio

Uma camiseta produzida em nossa Malha 100% Algodão Sustentável Fio 30.1 Penteado de 160 GSM é composta pelo algodão Upland e satisfaz a todos os nossos clientes pelo seu bom caimento e toque macio.

É o produto ideal para marcas que estão começando e querem oferecer o melhor possível para os seus primeiros clientes.

O algodão egípcio é produzido em países africanos como Egíto e Sudão a base de irrigação em vales circundados por regiões desérticas.

É um artigo especial por possuir fibras extralongas e super resistentes, sendo bastante utilizado na confecção de tecidos para artigos de cama, mesa e peças íntimas de alto valor agregado. Possui uma grande suavidade em seu toque e uma alta durabilidade.

Sendo uma opção mais barata em comparação com o Algodão Pima, a Malha Egípcia é uma excelente opção para negócos que precisam desenvolver a sua esteira de produtos ou para aquelas marcas que já querem nascer com um tecido mais premium em seu portfólio.

Hoje, há inúmeras marcas de sucesso confeccionando e comercializando camisetas de algodão egípcio sem estampas, com o foco na modelagem e no design do produto (experiência do consumidor, embalagens, etc).

Algodão Pima

É considerado o melhor algodão do mundo. Se é o melhor, é também o mais caro.

É um produto mais escasso, mais valioso e consequentemente mais nichado. Para a maioria das marcas não faz sentido tê-lo em seu portfólio comercial.

Ele é produzido no Peru e também em vales áridos da Califórnia. A área de plantação resultado em um produto levemente mais durável, leve e macio que o seu irmão do mesmo pai, Algodão Egípcio (ambos são cultivados com a mesma planta, a gossypium barbadense).

Antes de desejar vender uma camiseta com esse algodão, você precisa entender se o seu ICP (Ideal Costumer Profile, ou Perfil Ideal de Consumidor) está pronto para pagar por ele. É uma camiseta que normalmente é vendida lisa por mais de R$ 200,00.

Aqui na Ventus, ainda não oferecemos esse tecido.

Tipos e Quantidades de Fios

Pois é… ainda não acabamos de falar sobre o tecido que vai em sua camiseta. Você sabia que existem 3 formas de fiação para um algodão? E além delas a quantidade de fios utilizada implica diretamente na qualidade do seu produto? Vamos lá:

Fio Penteado

Assim como nós, o algodão também precisa ter o seu “cabelo” penteado.

É o processo que gera o fio de melhor qualidade. Uma penteadeira (uma máquina) retira do fio todas as fibras curtas e impurezas para que tenhamos um tecido mais limpo e resistente.

Foto retirada do site da Sou de Algodão.

Fio Cardado

Normalmente, o fio cardado é produzido a partir dos resíduos gerados pelo processo da penteadeira.

Ou seja, todas as impurezas e fibras curtas descartadas do Fio Penteado é utilizado para desenvolver uma malha com fio cardado.

O resultado é um produto com toque mais áspero e com fibras mais curtas, que pode ocasionar a formação de bolinhas na superfície de sua peça (o famoso pilling).

Fio Open End

“Pronto! Já fizemos dois tipos de fio e ainda temos esses resíduos aqui na máquina, vamos fazer outro?”

E foi após esse diálogo entre o dono da tecelagem e seu funcionário que surgiu o Fio Open End.

É claro que se trata de uma brincadeira (ou não?), mas essa é a verdade sobre ele; é um fio extremamente impuro, de baixa qualidade e normalmente é utilizado em peças promocionais.

Agora, a quantidade de fios:

Fio 24.1, 26.1 ou 28.1

Resumindo a opera: quanto menor a quantidade de fios, mais grosso e de menor qualidade ele é.

Além desse fato, essa quantidade de fios não é encontrada em malhas com fio penteado. Ou seja, isso aumenta a possibilidade de seu produto encolher e/ou ter pilling (bolinhas) em sua superfície.

Esse produto é constantemente vendido e utilizado por marcas de streetwear por possuir uma gramatura maior. Consideramos um erro gravíssimo, tendo em vista que existem malhas com fio 30.1 ou 40.1 com altas gramaturas (como a nossa malha Suedini Strong, com fio 40.1 e 240 GSM).

Fio 30.1

É o mais utilizado. E é ideal que você comece por ele.

A nossa Malha 100% Algodão Sustentável (certificado pela BCI) possui fio 30.1 penteado e 160 GSM (gramatura por m²).

É o melhor produto que você pode ter, independente de estar começando ou há anos no mercado.

A malha fio 30.1 é capaz de aliar uma excelente qualidade a um bom preço.

Fio 40.1 e superiores

Se quanto menos fios, mais grosso. Quanto mais fios… mais fino é o tecido.

Fino no sentido de qualidade e também de espessura, o que pode resultar em peças transparentes a depender da forma que o tecido foi finalizado pelo fabricante.

Aqui na Ventus, temos dois produtos nessa classe: o Suedini Strong com Fio 40.1 (que é surpreendentemente grosso e macio) e o Algodão Egípcio com Fio 60.1 (que é incrivelmente macio e não é transparente).

Se quiser saber mais sobre os tecidos, produtos e serviços que oferecemos aqui na Ventus, entre agora mesmo em contato com a nossa equipe.

Abraços,

Vinícius Fonseca

Conteúdos Relacionados

ASSINE O FASHION DROPS

E receba conteúdos sobre o mundo da moda, negócios e dinheiro.

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

© 2022 VentusLab. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Liber Agência